Arquivo por tag: Xcelsius

fev 18 2012

Consumindo um modelo Xcelsius no Crystal Reports

No artigo de hoje falaremos brevemente sobre como as ferramentas da SAP BO se integram, mais especificamente falaremos da integração existente entre o Xcelsius e o Crystal Reports. Faremos uma demonstração simples e breve de como podemos executar no Crystal reports um modelo de painel criado no Xcelsius.

Vamos ao passo a passo:

1- Desenvolver um modelo no xcelsius da seguinte maneira:

Insira um gráfico de barras e um combo box.

Combo:

Os rótulos do combo box serão as células de A2 a A6.

Os dados de origem serão as células A2 a E6.

O Destino será de A10 a E10.

Gráfico:

O titulo será a célula A10.

Os valores de intervalo serão as células de B10 a E10.

Os rótulos da categoria X serão as células de B1 a E1.

Na barra de ferramentas a opção Gerenciar Conexões, selecione a opção consumidor de dados do crystal.

Cabeçalho de linha, selecione de A2 a A6.

Cabeçalho de coluna selecione de B1 a E1.

Dados selecione de B2 a B6.  Ajuste a janela no limite do componente. Salve o modelo. Exporte para SWF.

2- Desenvolver um relátório no crystal da seguinte maneira:

Crie um novo relatório utilizando o banco de exemplos Xtreme Smaplas database.  Insira as tabelas Customer e Orders conforme demonstramos na figura abaixo.

Insira um objeto flash no relatório.

Utiliza a opção incorporar.

Posicione o objeto na cabeçalho do relatório.

Botão direito em cima do objeto flash, especialista em dados flash.

Arraste o campo Customer Country para o quadrado Inserir rótulo de linha. Arraste o campo Order Date para o quadrado Inserir rótulo da
coluna. Arraste o campo Order Amount para o quadrado valor dos dados.

Clique no quadrado Customer Contry e crie uma classificação de grupo para retornar somente 5 países. Selecione o quadrado data e clique em opções. Mude para opção a coluna será impressa para cada ano.

Clique em OK.  Execute o relatório.

Espero que tenham gostado dessa demonstração. Em breve teremos mais novidades no nosso blog.
Fiquem atentos.

Até a próxima.

 

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 05)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 04)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 03)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 02)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 23 2011

Query as a Web Services (QaaWS – Parte 03)

1 – QaaWS  – Conexão QaaWS no Xcelsius

No artigo de hoje finalizaremos as atividades realizadas no último artigo.  Para tanto façamos o seguinte:

Com o Xcelsius aberto Clique em “Manager Connections” ou simplesmente “CTRL+M”

Logo, aparecerá a conexão do QaaWS existente e suas configurações

Onde,

WSDL URL: é o endereço do Web Service onde o QaaWS “hospedou” o objeto. Após inserir a URL, clicar em “Import”

Method: é o método em que o web service irá executar na ferramenta externa.

Web Service URL: é o endereço do Web Service que irá servir de base para conectar aos objetos instanciados através do método “runQueryAsAService”

E em, Output Values: são as colunas da sua consulta que foi feito no serviço da web.

Em “row”, será listado todos os campos da sua consulta (dimensões e métricas), clique em cada uma delas e depois em  Insert In”, apontando para a célula do Excel, pois é onde será plotado os resultados na execução do seu painel.

2 – QaaWS – Mapeando resultados do serviço web no Xcelsius

Para que as colunas da sua consulta feita no serviço web reflita no painel do Xcelsius, faça o seguinte:

–     Clique na coluna correpondente (Ex.: Country)

–     Em “Inserir em:”

–     Repare que terá que ser selecionado um intervalo para plotar nas células do Excel dentro do Xcelsius

–     Mapeie as células A2 e A3.

–     Faça isso para as demais colunas.

–     Ficará mais ou menos assim

Obs.: Diferente do LiveOffice, os dados não são exibidos em tempo de desenvolvimento, por isso deverá ser mapeado as possíveis células que mostraram os dados quando o painel for executado.

Para que os dados venham atualizados assim que o painel for carregado, edite as configurações de conexão do QaaWS.

–     Clique em “Manage Connections”.

–     Selecione sua conexão QaaWS

–     Clique na aba “Usage”

–     Habilite a opção “Refresh Before Components Are Loaded”

–     Habilite a opção “Enable Load Cursor”

–     Habilite a opção “Disable Mouse Input on Load”

–     Clique em “Close”

3 – QaaWS – Criando e Atualizando Painéis

 

Escolha um componente qualquer (Exemplo: Line Chart)

Nas suas propriedades, vamos editá-lo da seguinte forma:

–     Em “Title”, mapeie qualquer célula

–     Em  “Data”, clique na opção “By series” e clique na opção “+” se for inserir um ou mais séries.

Mapeie seus nomes e valores

–     Em “Category Labels (X)” mapeie o seu eixo “X” no gráfico.

Faça as demais edições nas propriedades do componente:

–     Behavior Common, Scale e Animations and Effects

–     Apparence Layout, Series, Axes, Text e Colors

Feito as devidas edições nas propriedades do componente, clique em “Preview”

Será gerado um flash (SWF) interno e exibirá o resultado.

Assim que gerar e carregar o flash, o Xcelsius irá pedir uma autenticação do BO.

Com a autenticação correta, os dados serão exibidos.

4 – QaaWS – Exportando Painel para a plataforma do Business Objects

O Xcelsius tem a funcionalidade de poder exportar o Painel (gerado em SWF) para a plataforma do Business Objects.

Clicando em “Export”, “SAP Business Objects Plataform”, irá pedir uma autenticação.

Após se autenticar, escolha a pasta do projeto, escolha um nome e clique em “Save”

 

O Xcelsius irá carregar o flash, salvando-o no InfoView.

Para conferir, vá até o InfoView e na pasta que escolheu para gravar o painel, dê um duplo clique e aguarde carregar.

 

Bom pessoal, com isso concluímos nossa série de estudos sobre o Query as a Web Services, espero que tenham gostado e que esse artigo possa ser útil no dia a dia de projeto de todos.

Até a próxima.

set 21 2011

Query as a Web Services (QaaWS – Parte 02)

No ultimo artigo vimos alguns conceitos ligados ao QaaWS, hoje vamos começar a apresentar um exemplo
de como utilizar esse importante recurso disponível na plataforma SAP BO.

O Exemplo que iremos apresentar será uma integração entre a ferramenta Query as a Web Services com o
Xcelsius, a ideia é montarmos um relatório ou dashboard com informações oriundas de um universo e não de uma planilha Excel.

Abaixo apresentamos o Workflow de integração QaaWS com o Xcelsius.

1 – QaaWS – Integração com Xcelsius – Adicionando e configurando o servidor

Abaixo apresentamos como se deve adicionar e configurar um servidor.

– Abra o QaaWS

– Autentique-se normalmente no CMS, caso seja o primeiro acesso precisaremos configurá-lo.

–     Clique em “Host” (passo 1)

–     Clique em “Adicionar” (passo 2)

–     Insira as informações do nome do servidor, URL, CMS, usuário e tipo de autenticação. (passo 3)

–     Clique em “OK”

–     Clique em “Fechar”

–     Insira sua senha e “OK” (voltar ao passo 1)

2 – QaaWS – Criando e publicando query no web servisse

Assim que estiver autenticado no CMS, faça os seguintes procedimentos.

–     Clique  no menu “Consulta” > “Novo” > “Consulta”

–     Em “1. Descrição” é aonde irá ser definido as propriedades dos serviços web.

–     Insira um nome do serviço web

–     Insira uma descrição sucinta desse serviço web

–     Clique em “Avançar”

–  Nessa tela deverá ser selecionado um universo.

– Assim que o “Universo” for selecionado, clique em “Avançar”

–  Crie sua consulta normalmente. Essa tela lembra o painel de consulta do WebIntelligence.

– Insira os objetos dimensão e métricas para o “Objeto de resultado”.

– Insira filtros, se necessário.

–  Clique em “Avançar”

–  Nessa tela será visualizado sua consulta.

– Clique em “Publicar”

–  Na tela inicial do QaaWS, clique no seu serviço web que acabou de criar.

–  No lado direito da tela, repare que em “URL” está sendo exibido o caminho do seu web service, o WSDL.

Espero que tenham gostado dessa segunda parte do artigo, no próximo post falaremos sobre como criar a conexão do Query as a WebServices no Xcelsius bem como a construção de um relatório baseado na consulta criada.

Até a próxima.

 

set 17 2011

Query as a Web Service (QaaWS – Parte 01)

No artigo de hoje vamos falar sobre uma ferramenta muito útil para montarmos consultas e consumirmos a mesma através de ferramentas como o Xcelsius.

Antes de qualquer coisa vamos entender alguns conceitos, arquitetura e utilização dessa ferramenta muito útil.

1 – O que é o Query as a Web Service?

É um aplicativo que permite que usuários criem e publiquem consultas rapidamente como um serviço web.

Uma consulta como um serviço web é uma instrução SQL que foi construída sobre um universo do SAP BO e publicado como um serviço web para um servidor.

2 – Componentes Server e Client da Arquitetura Query as a Web Service

O Query as a Web Service foi projetado para trabalhar em cima de qualquer aplicação Windows da mesma forma que outros serviços Web.

O Query as a Web Service é baseado nas especificações de serviços da web do W3C (SOAP, WSDL,e XML).

Ela tem dois componentes principais: Componente Servidor e Ferramenta Cliente.

Componente Servidor – O Componente Servidor armazena as consultas como um catálogo de serviços web e hospeda os serviços web
publicados.

Ferramenta Cliente – Esse é o lugar onde os usuários de negócio criam e publicam suas consultas como um serviço web.

Abaixo segue o desenho da arquitetura aqui explicada.

3 – Workflow do Query as a Web Service

O primeiro workflow é baseado no processo de desenvolvimento.

Existe um Universo onde se conecta ao QaaWS, que por sua vez é linkado e mapeado no Xcelsius, onde exportando e publicando
documentos, pode-se visualizar em qualquer dos formatos (Office, PDF) ou em qualquer ferramenta BO (WebI, DesktopI, Crystal Reports).

O Segundo workflow é baseado no processo de execução da ferramenta.

Existe um universo onde se conecta ao documento WSDL (que nada mais é do que uma URL gerado pelo Web Service), que faz link direto as ferramentas de visualização.

No próximo artigo vamos demonstrar a utilização da ferramenta Query as a Web Service construindo uma consulta a partir de um
universo e consumindo essas informações no Xcelsius, espero que tenha gostado dessa parte conceitual, pois ela é importante para entender melhor os exemplos do próximo artigo.

Até a próxima.

 

ago 23 2011

Versões do Xcelsius 2008

Olá pessoal, este post é somente para informar as versões da ferramenta Xcelsius 2008 até o momento.

Xcelsius Version: 5.1.3.0 => Xcelsius 2008
Build Version: 12.1.0.247 => Service Pack 1
Build Version: 12.1.1.344 => Fix Pack 1
Build Version: 12.1.2.439 => Fix pack 2
Build Version: 12.1.3.495 => Fix Pack 3

Xcelsius Version: 5.2.0.0 => Xcelsius 2008
Build Version: 12.2.0.608 => Service Pack 2
Build Version: 12.2.1.66 => Fix Pack 1

Xcelsius Version: 5.3.0.0 => Xcelsius 2008
Build Version: 12.3.0.670 => Service Pack 3
Build Version: 12.3.1.776 => Fix Pack 1
Build Version: 12.3.2.864 => Fix Pack 2
Build Version: 12.3.3.973 => Fix Pack 3
Build Version: 12.3.4.1038 => Fix Pack 4
Build Version: 12.3.5.1128 => Fix Pack 5

Xcelsius version: 5.4.0.0 => Xcelsius 2008
BuildVersion: 12.4.0.1166 => service pack 4

Como funciona:
A primeira posição (12.X.X.XXX) é a versão do software, a segunda (XX.3.X.XXX) posição é a do service pack,  a terceira posição (XX.X.0.XXX) é o fix pack e a última posição (XX.X.X.670) é o número do argumento.
Exemplo completo: 12.3.0.670

Obs.:
O Xcelsius 2008 está na versão 5 do software e o Business Objects XI release 3 está na versão 12 do software.

Até a próxima!

jul 26 2011

Xcelsius & LiveOffice (Parte 02)

Continuando com o post anterior vamos agora criar um dashboard muito simples visando a utilizar o aprendido.

• Escolha um componente qualquer (Exemplo: Line Chart)
• Nas suas propriedades, vamos editá-lo da seguinte forma:
–Em “Title”, mapeie qualquer célula
–Em “Data”, clique na opção “By series” e clique na opção “+” se for inserir uma ou mais séries.
• Mapeie seus nomes e valores
–Em “Category Labels (X)” mapeie o seu eixo “X” no gráfico.
• Faça as demais edições nas propriedades do componente:
–Behavior
• Common, Scale e Animations and Effects
–Apparence
• Layout, Series, Axes, Text e Colors

• Obs: Cada componente tem suas próprias propriedades e não são comum à todos!
Feito as devidas edições nas propriedades do componente, clique em “Preview”
Será gerado um flash (SWF) interno e exibirá o resultado.
• Para que os dados venham atualizados assim que o painel for carregado, edite as configurações de conexão do Live Office.
–Clique em “Manage Connections”.
–Selecione sua conexão Live Office
–Clique na aba “Usage”
–Habilite a opção “Refresh Before Components Are Loaded”
–Habilite a opção “Enable Load Cursor”
–Habilite a opção “Disable Mouse Input on Load”
–Clique em “Close”
–No Painel, clique em “Preview”

Assim que gerar e carregar o flash, o Xcelsius irá pedir uma autenticação do BO.

Com a autenticação correta, os dados serão exibidos.
O Xcelsius tem a funcionalidade de poder exportar o Painel (gerado em SWF) para a plataforma do Business Objects.
Clicando em “Export”, “SAP Business Objects Plataform”, irá pedir uma autenticação.

Após se autenticar, escolha a pasta do projeto, da sua aplicação ou seus favoritos, escolha um nome e clique em “Save”

O Xcelsius irá carregar o flash, salvando-o no InfoView

Para conferir, vá até o InfoView e na pasta que escolheu para gravar o painel, dê um duplo clique e aguarde carregar.

Bom, espero que tenham gostado desse artigo onde fala o básico da integração do Xcelsius com o LiveOffice.

Nos próximos posts iremos detalhar mais essa funcionalidade e também falar sobre Query as a Web Services (QaaWS).

 

Até.

 

Posts mais antigos «