Gustavo Faro

Detalhes do autor

Nome: Gustavo Faro
Data de registro: 9 de setembro de 2013

Biografia

http://br.linkedin.com/in/gustavofaro

Últimos posts

  1. Business Intelligence Consumer Service (BICS) — 6 de abril de 2015
  2. Abrir Xcelsius em versões diferentes — 5 de abril de 2015
  3. Importar ou Exportar Excel do Xcelsius — 5 de abril de 2015
  4. Ordenação de Dados e Ranking — 1 de abril de 2015
  5. Problema de Seleção no Infopackage (campo KADKY) — 1 de abril de 2015

Posts mais comentados

  1. Cálculo de Contexto (Input e Output Context) — 1 comentário

Listas de posts do autor

abr 06 2015

Business Intelligence Consumer Service (BICS)

Este post será sobre a criação de uma conexão Business Intelligence Consumer Service (BICS). Tentarei explicar de uma sucinta sobre o assunto.

BICS é uma camada de acesso de dados do BW que permite o dashboard acessar os dados sem que haja a necessidade de um universo. Na verdade, esta conexão “cria” um universo capaz de fazer o papel da camada semântica.

Esta conexão é interessante quando utilizado o BW como fonte de dados, pois não há a necessidade em passar por um relatório ou universo para acessar os dados. Ou seja, a performance da consulta dos dados é melhor.

Prós e contras:

Prós:
– Se for necessário mudar algum filtro da query (fixo), não haverá necessidade em modificar o Universo (pois não existe) e esta mudança se refletirá automaticamente na seleção dos dados do dashboard.

Contra:
– Caso tenha que incluir uma variável para fazer o filtro ou incluir novo índice ou medida, haverá a necessidade de refazer a conexão;
– Você não conseguirá visualizar os dados em tempo de execução no excel;
– Você terá que publicar o dashboard para visualizar os dados.

OBS: Há duas formas de fazer uma conexão no dashboard via BICS: SAP Netweaver BW connection e Query Browser. Veremos apenas a primeira forma.

Inicialmente devemos abrir a caixa de conexão e criar a conexão “Conexão com o SAP NetWeaver BW”.

BICS fig 1

Após a seleção, a conexão escolhida aparecerá na caixa conforme a figura abaixo.

BICS fig 2

Repare que as opções desta conexão são diferentes das conexões apresentadas pela conexão QaaWS e LiveOffice.

BICS fig 3

Aba Definição:

– Modifique o nome Conexão 1 pelo nome que melhor convier a conexão;
– Escolha o ambiente BW e selecione a consulta apertando no botão Procurar;

Nota: Cabe ressaltar que o campo Sistema será automaticamente preenchido após a escolha do ambiente e query desejados.

BICS fig 4

Selecione o mandante, usuário e senha;

BICS fig 5

Selecione a query que deseja extrair os dados. No caso do exemplo, a query já estava no meu histórico, mas caso não esteja, procure em Funções ou na Pesquisa.

BICS fig 6

Após selecionada query, na tela a seguir apresentará o cabeçalho da conexão.
OBS: Repare que o Sistema (Produção) foi preenchido automaticamente.

BICS fig 7

– Todas as medidas que foram configuradas em Características Livres, colunas e linhas aparecerão dentro de Filtro e Variável (dentro de Valores de Entrada) conforme mostrado na figura abaixo.

BICS fig 8

– Em Valores de Saída (Dados válidos para várias tabelas), deverá ser configurado o intervalo de células. Cabe ressaltar que ao atualizar a conexão, o xcelsius inserirá os valores neste intervalo.

– Caso você não queria extrair os valores conforme a estrutura foi configurada na query e na conexão, você poderá, em Entradas possíveis, selecionar apenas o que deseja visualizar. Ou seja, se você quiser apenas visualizar a Chave (valor do filtro), selecione o intervalo de celular apenas para o campo “Chave (valor do filtro)”. Esta opção é muito utilizada para criar uma hierarquia (no caso de BICS você deverá montar a hierarquia). Segue o exemplo abaixo.

BICS fig 9

Aba Visualização de Dados:

– Deverá ser configurada a forma como os dados aparecerão no Excel. Ou seja, em coluna aparecerão os índices e em linha apenas centro de descrição.  Cabe ressaltar que se a escolha de Valores da Saída for apenas selecionar o campo requerido, não há necessidade em configurar a visualização de dados.

OBS: Não há necessidade em redefinir a visualização de dados.

BICS fig 10

Aba Uso:

– Após definir a visualização dos dados, na aba Uso, você deverá definir quando a conexão irá ser atualizada. Esta aba é padrão para todos os tipos de conexão.

BICS fig 11

abr 05 2015

Abrir Xcelsius em versões diferentes

Em todos os softwares existe o problema de versão, pois os fabricantes não permitem a abertura de um projeto que está sendo desenvolvido em uma versão mais recente em um software com a versão mais antiga.

Existe um meio de “burlar” este problema no xcelsius.

Inicialmente teremos que transformar o arquivo XLF do xcelcius em arquivo ZIP.

A extensão do arquivo abaixo é xlf.

Figura 1 Versao Dif.

Modifique a extensão para ZIP.

Figura 2 Versao Dif.

 

Abra este arquivo em qualquer leitor e iremos encontrar a figura abaixo.

Figura 3 Versao Dif.

 

O próximo passo é editar o arquivo document.xml em qualquer editor de texto e verificar a parte superior do arquivor.

Figura 4 Versao Dif.

Cuidado para não cometer um engano, pois você poderá modificar no lugar errado e não ocorrer o resultado esperado (não acontecerá nada).

Na segunda linha do arquivo você poderá encontrar ‘version=”5.6″‘ e ‘createdby=”xcelsius 2008 SP6″‘. Se você modificar esta última parte (createdby) não acontecerá o resultado esperado e você continuará sem conseguir abrir o arquivo.

Será necessário modificar a parte de “version” para 5.3 ou simplesmente 5  (apagando o “.6”).

Após modificar o arquivo, salve o no no .zip e modifique a extensão novamente para .xlf.

abr 05 2015

Importar ou Exportar Excel do Xcelsius

Algumas vezes eu tive que modificar o XLS e tive uma grande dificuldade em abrir o arquivo xcelsius e importar o novo excel. Este fato pode ocorrer, dentre outros motivos, quando o excel está corrompido ou com problema.

Uma das formas de burlar este problema é fazer a importação ou a exportação por fora do software xcelsius.

Inicialmente teremos que transformar o arquivo XLF do xcelcius em arquivo ZIP.

A extensão do arquivo abaixo é xlf.

Figura 1 IMP ou EXP.

Modifique a extensão para ZIP.

Figura 2 IMP ou EXP.

Abra este arquivo em qualquer leitor e irá encontrar a figura abaixo.

Figura 3 IMP ou EXP.

 

O arquivo xldoc contém todo o excel do xcelsius, incluindo as conexões.

Neste caso você poderá retirar este arquivo e colocar em outro dashboard ou simplesmente atualizar ou sobrescrever por outro.

Caso queira modificar e depois salvar no próprio xlf, inclua a extensão xls no arquivo e depois abra normalmente no excel.

Faça as modificações necessárias, salve novamete e retire a extensão xls do arquivo xldoc.

Salve o arquivo .ZIP (o próprio editor do ZIP irá reconhecer que houve diferença e pedirá para salvar) e depois retire a extenão .ZIP do arquivo.

abr 01 2015

Ordenação de Dados e Ranking

Neste post veremos uma das maneiras de ordenar de forma crescente e
decrescente uma lista de valores, porém precisaremos tratar os valores
repetidos que poderão surgir na lista. A partir desta lista ordenada, você
poderá fazer um ranking com o número de linhas adequadas para sua solução.

Iniciaremos com uma lista contendo descrição e valores para a ordenação.

Etapa 0:
Na lista contendo descrição e valores, crie uma coluna contendo um valor sequencial iniciando do 1. Veja a figura da Etapa 1.

Etapa 1:
Criaremos uma coluna contendo um valor sequencial para apoiar a ordenação
dos valores e o tratamento dos valores repetidos.
Utilize a função ORDEM para identificar a ordem em que o valor ocupa na lista.
-> ORDEM(valor; matriz; [ordem])

No caso abaixo, o valor procurado é o -2 no intervalo de D3 a D10. Ao
replicar esta função para as outras linhas, fixe apenas o intervalo para
que a célula requerida seja flutuante.
OBS: A ordem é uma opção, porém é interessante selecionar uma delas. No
caso abaixo, foi selecionada ordem crescente.

pic29959

pic32628
Etapa 2:
Na etapa 2, precisaremos tratar os valores repetidos.

Na coluna G faremos o tratamento e utilizaremos a função CONT.SE para isso.
-> CONT.SE(matriz, valor)

pic21228

Deve ser selecionado, como primeiro parâmetro, o array onde encontraremos
os valores repetidos, sendo que precisaremos deixar o primeiro valor do
array fixo e o último flutuante. Nesta função faremos os testes de acordo
com a coluna F apenas. No outro parâmetro, necessário na função, será o valor
que queremos procurar e subtrairemos 1 para haja a ordenação correta.
Ou seja, ao procurar uma valor, se este não tiver valores repetidos, o
valor retornado será 1, caso contrário o valor somado a 1.

OBS: Caso o valor retornado seja 1, o valor no somatório será 2 e assim sucessivamente.

Exemplo:
A linha D4 tem mais 2 valores iguais e precisaremos dar uma posição para
cada um deles.
O valor 5, nas células D3 a D4, não tem valor repetido e por isso retornará
1 (subtrairemos 1 mais adiante e por isso o valor 0).
O valor 5, nas células D3 a D8, tem um valor repetido e por isso o
resultado é 2 (subtrairemos 1 mais adiante e por isso o valor 1).
O valor 5, nas células D3 a D9, tem 2 valores repetidos e por isso o
resultado é 3 (subtrairemos 1 mais adiante e por isso o valor 2).

Após fazer isso para todas as linhas, precisaremos subtrair 1 para que os
valores possam se ajustar no passo seguinte.

pic22139

Etapa 3:
Após identificar os valores repetidos e subtrair de 1, precisaremos somar
esta coluna (G) com a coluna de ordenação (F) para identificar a verdadeira
ordenação sem repetição.

pic27580

Etapa 4:
Nesta etapa faremos a ordenação do menor para o maior e para isso
utilizaremos a ordem sequencial numérica que fizemos na coluna B.
Faremos o uso da função CORRESP para identificar o valor requerido na lista
a partir do sequencial numérico.
-> CORRESP(valor; matriz; [tipo de correspondência])

pic21778

O tipo de correspondência é importante para identificar os valores de forma
exata ou não.  Neste caso, selecione a correspondência exata.

pic32471
A partir da coluna I, podemos fazer um PROCV para extrair a descrição e valor em ordem crescente ou decrescente.
->procv(I3;B3:D10;2;FALSO)

abr 01 2015

Problema de Seleção no Infopackage (campo KADKY)

Neste post será falado sobre um problema encontrado ao fazer uma seleção de data utilizando um dos campos standards.

Foi encontrado um problema no módulo de função standard para o campo KADKY, pois este não poderá ser utilizado para seleção, apesar de ser campo standard.

Cenário do problema encontrado:

Foi feita uma seleção no infopackage, com ABAP, para pegar apenas o mês corrente e foi utilizado o campo standard KADKY do data source 0CO_PC_PCP_10. Verificamos, ao carregar os dados, que todos os meses estavam sendo carregados e a seleção não estava funcionando, apesar de estar corretamente configurado.

Solução:

Vimos que no módulo de função SREP_COPC_PCP_10 não constava o campo KADKY, utilizado para a seleção, apesar deste campo ser padrão da SAP. Ou seja, utilizar o campo KADKY não vai funcionar até que a SAP libere uma release contendo este campo no módulo de função, como padrão. Vejam na figura abaixo os campos padrões que podem ser utilizados.

Figura 1

 

O código ABAP do campo KADKY foi retirado e colocado no campo KADAT com as devidas modificações no código para a seleção do mês corrente.

Figura 2

 

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 05)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 04)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 03)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 27 2011

Protegido: Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 02)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

set 27 2011

Xcelsius: Compartilhamento Remoto dos Cenários (Parte 01)

Este post será dividido em cinco partes, sendo a primeira (esta parte) apresentando esta introdução e as telas principais de dados utilizadas em todos os post, a segunda parte terá a funcionalidade que salva os cenários, a terceira parte terá o componente de texto, componente de observação, e a funcionalidade de excluir cenário, a quarta parte terá a funcionalidade de carregar a lista de cenários, carregar os arquivos (cenários), organização dos arquivos e riscos da solução e a última parte (quinta) conterá os JSPs para a solução.

Gostaria de ressaltar que a versão anterior ao Xcelsius 2008 tinha um botão que fazia exatamente a função referente ao tema deste post, porém tiraram nesta versão atual. Para remediar o problema e atender aos projetos, fizemos exatamente como está descrito nos posts (1, 2, 3, 4 e 5).

Introdução e telas principais

Para este post, criamos apenas dois gráficos de barra, os componentes de entrada e saída de texto, o componente que lista todos os arquivos (cenários gravados) existentes e os botões de salvar e excluir.

Segue a tela inicial para mostrar os dados nos gráficos e a funcionalidade da solução apresentada.


Seguem as abas do Excel que utilizaremos em toda a solução.

Dados:

 

Aba de configuração da solução.

 

OBS: Coloque o caminho dos arquivos onde estes estão sendo gravados na aba de configuração. Veja o exemplo acima na célula B5.

Posts mais antigos «